NOTA DE ESCLARECIMENTO AO PÚBLICO EM GERAL

O Mag Educacional, preparatório para a vida e para os Colégios Militares, através de seu administrador, Sr. Jorge Luiz Lopes, vem a público esclarecer que a Instituição, ao longo de seus quase 35 (trinta e cinco) anos de existência, já passou por muitas dificuldades, superando todas elas, com muita dedicação, esforço e trabalho em equipe.

Não será diferente nestes dois últimos enfrentamentos:  *uma pandemia que assola o mundo e ** a dolorosa perda pelo falecimento do Professor André, sócio e coordenador pedagógico.

O professor André que atuava na parte pedagógica e sua esposa Cristiane Barbosa, nas questões administrativas e financeiras  vinham substituindo a fundadora do Magister, a Professora Leila,

com igual liderança, competência e responsabilidade. E agora, com a falta do nosso líder,  a senhora Cristiane Barbosa, com a mesma maestria  e lisura, conduzirá o Mag Educacional seguindo as mesmas diretrizes que sempre prepararam e possibilitaram    aos  nossos alunos o sucesso escolar.

Lamentavelmente, nesta semana, chegou ao nosso conhecimento notícias infundadas e inverídicas de que o Magister encerrará suas atividades, que enfrenta processos judiciais e que até demitiu sua equipe de professores. Todos esses fatos são boatos caluniosos que têm por objetivo difamar, caluniar e macular nossa imagem perante a sociedade.  Mas essas inverdades só fortalecem o nosso compromisso com a educação de qualidade que oferecemos e com o futuro de nossas crianças.

É por esse motivo que, depois de tantos anos no mercado, continuamos com alto índice de aprovação nos concursos dos Colégios Militares. E neste ano de 2020, não foi diferente. Vejam os nossos resultados nas provas de seleção:

  • 1º LUGAR do 6º ano   no CMB;
  • 1º LUGAR do 1º ano no CMB;
  • 20 das 25 VAGAS do CMB – 6º ano;
  • 7 das 10 VAGAS do CMB – 1º ano;
  • 6 das 9 VAGAS do CMT – 6º ano.

São com esses resultados que combatemos as falsidades que, desrespeitosamente, atingem toda nossa equipe de professores e de colaboradores que continuarão firmes e fortes no propósito do Magister: PREPARAR CRIANÇAS PARA UM FUTURO MELHOR.

Cristiane Barbosa

Read More

Dicas de Leitura

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

[highlight]Sugestões de Leitura para o 5º Turbo[/highlight]

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1051″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Aladim – Rosalind Kerven
ALADIM
Narração de Rosalind Kerven
Ilustrações de Nilesh Mistry. Este volume traz seis histórias de As mil e uma noites, incluindo a abertura — na qual Sherazade salva simbolicamente todas as mulheres do mundo.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1052″ img_size=”500×500″][vc_column_text]As viagens de Gulliver – Jonathan Swift
VIAGENS DE GULLIVER
Jonathan Swift
Ilustrações de Martin Hargreaves
As criaturas minúsculas de Lilipute; os gigantes de Brobdingnag; os primitivos Yahoos — viajar com Gulliver é conhecer alguns dos personagens mais fantásticos de todos os tempos.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1053″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Bicho de sete cabeças e outros seres fantásticos – Eucanaã Ferraz
Bicho de sete cabeças e outros seres fantásticos
Eucanaã Ferraz
Ilustrações de André da Loba
Alguns seres fantásticos da mitologia — como a fênix —, outros assustadores — como o dragão —, ganham vida neste livro de poemas. Embora quase todos sejam aterrorizantes, na mão do premiado poeta eles são apresentados às crianças com uma boa dose de simpatia e lirismo. A sensibilidade poética de Eucanaã Ferraz uniu-se à técnica ousada de um jovem artista plástico português, que ilustrou os poemas com esculturas feitas especialmente para o livro.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1054″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Divinas aventuras – Heloísa Prieto
DIVINAS AVENTURAS
Histórias da mitologia grega
Heloisa Prieto
Ilustrações de Maria Eugênia
Mostrando a atualidade da mitologia grega e sua presença camuflada no universo dos quadrinhos, desenhos animados e filmes de ação, a autora convida seus leitores para um encontro surpreendente com Apolo, Atena, Hermes, Poseidon, Zeus e outros deuses. Cada um narra suas peripécias, mas, como a convivência entre eles nem sempre é pacífica, as versões para cada história se contradizem.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1055″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Divinas desventuras – Heloísa Prieto
Divinas desventuras
Outras histórias da mitologia grega
Heloisa Prieto
Ilustrações de Maria Eugênia
No teatro, nas artes e sobretudo na religião, a civilização grega foi o berço do Ocidente. Entre as muitas influências presentes até hoje em nosso dia a dia, estão as narrativas da mitologia grega, com seus deuses conhecidos de todos nós. Este livro reúne oito dos mais trágicos mitos gregos: as histórias de Taurus, Ariadne, Ícaro, Dafne, Asclépio, Prometeu, Cassandra e Sísifo. E, para narrar essas desventuras, a autora dá voz a Cronos, o deus do tempo.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1056″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Grécia Antiga – Stewart Ross
Grécia Antiga Histórias da Antiguidade
Stewart Ross
Ilustrações de Inklink e Richard Bonson
Aqui as crianças vão aprender sobre o dia a dia dos gregos da antiguidade — como viviam os guerreiros espartanos, o cuidado dos atenienses com a saúde do corpo e da mente, entre outras coisas. Ao lado das informações históricas, uma tira em quadrinhos conta a história de Cinésias, o mais importante atleta de Atenas, que estava prestes a disputar a principal prova dos Jogos Olímpicos, mas antes precisava se livrar do desonesto Licurgo, seu inimigo espartano.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1057″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Merlin – Maria Nazareth Alvim de Barros
MERLIN
O mestre da magia
Recontado por Maria Nazareth Alvim de Barros
Ilustrações de Laurent Cardon
Muitos conhecem a história do rei Artur, que possuía uma espada mágica e reuniu os melhores cavaleiros do mundo para guerrear com os povos que tentavam invadir seu reino. Mas poucos conhecem a história de Merlin, um druida dedicado ao rei, a quem aconselhava com sabedoria, e que, desde a infância, esteve presente nos momentos mais importantes da formação da GrãBretanha. A lenda de Merlin é agora recontada por uma pesquisadora, com rigor histórico.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1058″ img_size=”500×500″][vc_column_text][/vc_column_text][vc_column_text]Monstros e mundos misteriosos – Heloísa Prieto
MONSTROS E MUNDOS MISTERIOSOS
Heloisa Prieto
Ilustrações de Guilherme Vianna
Aqui, seres mágicos de diferentes culturas — dragões chineses, unicórnios, mulas sem cabeça, lobisomens, Gulliver e um extraterrestre — convivem pacificamente, convidando o leitor a prestar atenção na questão da aparência, no processo que transforma o belo em sinônimo de bom.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1059″ img_size=”500×500″][vc_column_text]O caderno de Liliana – Lívia Garcia-Roza
O caderno de Liliana
Livia Garcia-Roza
Ilustrações de Taline Schubach
Sem a mãe, a casa de Liliana virou uma grande bagunça. Roque e Peu, os irmãos da menina, não param de aprontar. O pai não tem tempo para os filhos. A tia e a avó não a escutam. E Jacyra, a empregada, está sempre ocupada. Liliana descobre que viver sem a mãe é “horrível” e que vai ter de lidar com a falta dela. Para superar a tristeza, o ciúme e a raiva, a menina se distrai com as visitas da avó, com a barrigona de grávida de Jacyra, faz o batizado da boneca Shirley e, em seu caderno, inicia um diálogo com a mãe. Por meio dessa “conversa”, ela vai descobrir por si mesma como elaborar essa ausência e deixar de ser uma “folhinha ao vento”.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1060″ img_size=”500×500″][vc_column_text]O cavaleiro do dragão – Cornelia Funke
Cornelia Funke
Lung, um jovem dragão prateado, fica sabendo que os humanos pretendem inundar o vale úmido e remoto habitado pelos dragões. Para escapar da extinção, ele e seus companheiros precisam encontrar um novo esconderijo. Os mais velhos ainda se lembram de uma terra quase mítica, a Borda do Céu, onde os dragões viviam em paz no passado. Lung parte em busca desse lugar, e enfrentará uma viagem longa e cheia de problemas: só é capaz de voar alimentado pela força que retira da luz do luar e, em seu caminho, encontrará traiçoeiros anões de pedra, corvos espiões e a perseguição constante e implacável de Ur Tig, um monstro devorador de dragões. Por outro lado, Lung não está sozinho: tem a companhia do
menino Ben e de Sulfrônia, uma jovem kobold; fora a ajuda que recebe de um gênio de mil olhos, de uma serpente marinha, de jovens monges budistas e até de um respeitado catedrático, o professor Barnabás Wiesengrund.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1061″ img_size=”500×500″][vc_column_text]O corcunda de Notre Dame – Victor Hugo
Victor Hugo
Ilustrações de Tony Smith
Este é o primeiro romance de Victor Hugo. Nesta edição o relato vem acompanhado de informações históricas sobre Paris.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1062″ img_size=”500×500″][vc_column_text]O rei Artur – Rosalind Kerven
Rosalind Kerven
Ilustrações de Tudor Humphries
As aventuras de personagens como Lancelote e Merlin, complementadas por textos informativos e fotos.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_single_image image=”1063″ img_size=”300×300″][vc_column_text]Odisseia – Adrian Mitchell
Adaptação de Adrian Mitchell
Ilustrações de Stuart Robertson
Concebida pelo poeta grego Homero provavelmente no século VIII a.C., essa empolgante epopeia narra as aventuras de Odisseu em sua volta para casa, após o término da Guerra de Troia.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_single_image image=”1064″ img_size=”300×300″][vc_column_text]Sete contos russos – Tatiana Belinky
Recontados por Tatiana Belinky
Ilustrações de Odilon Moraes
Príncipes, camponeses e bruxas são conhecidos das crianças desde as fábulas de Esopo e La Fontaine. Agora, juntam-se a eles bogatires, popes, boiardos, cossacos e tocadores de gusli. Os ancestrais contos russos aqui reunidos, além de divertir, fornecem elos com a literatura de nomes como Tolstói e Puchkin ou com o cinema revolucionário de Eisenstein. O resultado é a soma de prazer e informação do início ao fim do livro.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

[highlight]Sugestões de Leitura para o 4º Turbo[/highlight]

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1072″ img_size=”500×500″][vc_column_text]A floresta e o estrangeiro – Alberto Martins
Alberto Martins — a partir de aquarelas e guaches de Lasar Segall
Lasar Segall (1885-1957) nasceu na Rússia e se radicou no Brasil. Brincando com as palavras e olhando as imagens de Segall — florestas, flores, bichos e figuras humanas que esta edição reproduz em todo o seu colorido —, Alberto Martins nos conta como se sente um estrangeiro numa terra que não é a sua: “Como dizer/ Bom-dia, boa-noite,/ Até logo, obrigado,/ Se em cada lugar/ As palavras mudam de significado?”.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1073″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Agora eu era… – Arthur Nestrovski
Arthur Nestrovski
Ilustrações de Laerte
Qual criança não gosta de brincar de “agora eu era”? De fazer de conta que é um super-herói, um vilão, alguém que vive as mais incríveis aventuras, onde tudo sai como o imaginado? Neste livro, Arthur Nestrovski entra na brincadeira e conta como seria a vida se fosse um explorador do Polo Norte, um médico, um empresário, um faquir, um surfista, um sushiman… As ilustrações de cores vivas e intensas do cartunista Laerte ocupam as páginas do livro num jogo com o leitor, possibilitando que ele se coloque no lugar do narrador.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1074″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Diálogos fabulosíssimos – Gilles Eduar
Gilles Eduar
Ilustrações do autor
Será que alguém não conhece a história da Cigarra e da Formiga? E a do Sapo e do Boi? Gilles Eduar retoma algumas das mais conhecidas fábulas do francês Jean de la Fontaine (1621-1695) e as reconta em forma de diálogo. São conversas divertidas e muitas vezes surpreendentes, em que a moral contida na versão clássica é subvertida e reinterpretada de forma criativa e original, com novos desfechos e pontos de vista. No final do volume, o autor apresenta, de forma resumida, as histórias como La Fontaine as contou, para que o leitor possa comparar as duas versões, e quem sabe se animar para criar a sua.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1077″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Diálogos interessantíssimos – Gilles Eduar
Gilles Eduar
Gilles Eduar se inspirou num gênero tradicional da filosofia para compor um livro inusitado e poético. São 33 diálogos, travados entre personagens especiais, a respeito de temas como o crescimento, a espontaneidade da infância e a alegria de descobrir as coisas simples. As conversas acontecem entre o Cachorro e o Açougueiro, entre o Tiranossauro e sua namorada, o Chinelo Esquerdo e o Chinelo Direito, a Cadeira e o Sofá, entre outras figuras.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1075″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Grandes aventuras: 30 histórias reais de coragem e ousadia – Richard Platt
Richard Platt
Ilustrações de George Sharp
Grandes aventuras apresenta a história de trinta pessoas que se recusaram a incluir a palavra “impossível” em seu vocabulário — entre eles, o viking Leif Eriksson, os descobridores Cristóvão Colombo e James Cook e o terrível pirata Barba Negra. A segunda parte relata aventuras do século XIX, e a terceira, façanhas do século XX, como os feitos do astronauta Yuri Gagarin. Desenhos, fotos, mapas e quadros com informações de apoio completam a edição.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1076″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Gumercindo e a galinha Garoupa – Joaquim de Almeida
Joaquim de Almeida
Ilustrações de Laurabeatriz
Foi em uma sexta-feira 13 que Gumercindo adquiriu o seu mais inusitado bicho de estimação: uma galinha. Desde então, ela passou a acompanhá-lo, até que o delegado exigiu a posse do bicho. Combinou-se então um desafio de repentistas, uma prática tradicional naquele povoado, para decidir quem ficaria com a ave. No final do livro o autor apresenta o universo do repente e alguns termos sertanejos.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1078″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Meu primeiro livro de contos de fadas – Mary Hoffman
Mary Hoffman
Ilustrações de Julie Downing
Catorze contos de fadas clássicos, recontados numa linguagem simples e poética. Ao lado de histórias populares da tradição europeia, como “Cinderela” e “A Bela Adormecida”, há outras menos conhecidas, como “A mulher do pescador” ou “Diamantes e sapos”. São contos dos principais escritores do gênero: Andersen, Madame de Beaumont, os irmãos Grimm e Perrault, além de uma história de Oscar Wilde, “O gigante egoísta”, e “João e o pé de feijão”, originária da tradição oral inglesa.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1079″ img_size=”500×500″][vc_column_text]O nascimento do dragão – Marie Sellier
Marie Sellier
História, caligrafias e carimbos de Wang Fei Ilustrações de Catherine Louis No tempo em que ainda não existiam dragões, os chineses viviam em tribos sob a proteção de espíritos bondosos de animais. Mas, por eles, empreendiam guerras sem fim. As crianças então resolveram declarar guerra à guerra, criando um animal que protegesse todos ao mesmo tempo: podia se elevar nos ares, mergulhar nos mares e se enfiar na terra. A ele deram o nome de dragão. A história vem acompanhada do texto em chinês e de um glossário sobre os carimbos e ideogramas do país.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1080″ img_size=”500×500″][vc_column_text]O que que tem o meu cabelo? – Satochi Kitamura
Satoshi Kitamura
O leão Leonel tem uma festa para ir, e, para dar um trato na juba, nada melhor do que se dirigir ao cabeleireiro. O que ele não imaginava era que a girafa, encarregada da escova e do secador, era mais doida que qualquer um: até achar o “look” perfeito, ele penou um bocado nas mãos da alucinada. Em formato grande, o livro tem um buraco em cada página para que o leitor encaixe o rosto e experimente todos os “looks” do leão. No final, as crianças aprendem como confeccionar seu cabelo de leão em uma cartolina.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1081″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Os meninos que viraram estrelas – Sávia Dumont
Sávia Dumont
Ilustrações de Jô Oliveira
Sávia Dumont reconta treze histórias recolhidas em todo o Brasil, protagonizadas por figuras como a mula sem cabeça, a cuca e o mão-pelada. Segundo a lenda que dá título ao livro, alguns curumins, com medo de levarem uma surra das mães por causa de uma travessura, fugiram em uma corda de cipó, carregada por um beija-flor. À medida que subiam, chorando, “cada lágrima que caía virava uma estrela solta no ar”. Fascinados com a brincadeira, eles acabam morando no céu.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1082″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Que história é essa? – Flávio de Souza
QUE HISTÓRIA É ESSA? Novas histórias e adivinhações com personagens de contos antigos Flavio de Souza
Ilustrações de Pepe Casals
Nessa homenagem aos personagens secundários dos contos de fadas, quem narra a história da Bela Adormecida é um dragão que come salsichas. A história de Chapeuzinho Vermelho é contada pelo caçador. O livro foi construído um pouco à maneira dos jogos eletrônicos: se o leitor entrar na história por uma porta “errada”, vai lê-la com outros olhos.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1083″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Que história é essa? 2 – Flávio de Souza
QUE HISTÓRIA É ESSA? 2. Novas histórias, adivinhações, charadas, enigmas, curiosidades, diversões e desafios com personagens de contos antigos Flavio de Souza
Ilustrações de Daniel Kondo
Na apresentação de Que história é essa? 2, Flavio de Souza define seu projeto: “Este é um livro de novas histórias com personagens de contos antigos e famosos, mas não os principais”; “é também sobre personagens que quase, quase fizeram parte dos contos antigos”; “é, além disso, uma coleção de charadas, enigmas e curiosidades sobre personagens de contos antigos”; é um livro que “traz também puras diversões […]”, “para descansar sua cabeça”.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1084″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Viagem pelo Brasil em 52 histórias – Silvana Salerno
Silvana Salerno
Ilustrações de Cárcam
O Antropólogos, etnógrafos, pesquisadores e folcloristas serviram de inspiração para as lendas e contos deste livro. Cada narrativa é permeada de quadros explicativos ilustrados com fotos e desenhos que, nas laterais das páginas, informam sobre a geografia, a botânica, a zoologia, a história, a economia e a cultura do país. O número 52 foi escolhido para que o leitor tenha uma história nova para ler a cada semana do ano, viajando do Amapá ao Rio Grande do Sul.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1085″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Viagens para lugares que eu nunca fui – Arthur Nestrovski
Arthur Nestrovski
Ilustrações de Andrés Sandoval
Viajar pode ser muito mais do que arrumar as malas, entrar no carro e chegar a outro lugar. Podemos entrar em contato com o novo sem sair de nossa própria cabeça — o que fazemos ao escrever ou ler um livro, por exemplo. Em Viagens para lugares que eu nunca fui, Arthur Nestrovski explora essa ideia, criando um caderno de viagens imaginárias. Com muita poesia, ele descreve lugares como Marrakech, Itapuã, Gorgonzola, Darjeeling, Kioto, o rio Negro, Alexandria e o bairro paulista do Cambuci.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_single_image image=”1086″ img_size=”500×500″][vc_column_text]Volta ao mundo em 52 histórias – Neil Philip
Organização de Neil Philip
Ilustrações de Nilesh Mistry
Com 52 narrativas de 33 países, esta coletânea inclui clássicos como “Chapeuzinho Vermelho” e histórias cuja difusão se restringiu a determinadas culturas, como “Soliday e o corvo”, da Jamaica. Os contos são complementados por informações sobre sua origem, seu tema e seus símbolos, sobre locais e personagens, sobre o país e a época em que se desenrolaram. Desenhos, quadros e fotografias compõem o material iconográfico.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Read More

Colégio Militar Dom Pedro II – CMDP II

O Colégio Militar om Pedro II é uma unidade acadêmica sob a orientação e supervisão do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, situado na área da Academia de Bombeiros Militar, nascido em 14 de fevereiro de 2000. Esta instituição de ensino tem este nome em homenagem ao patrono dos Corpos de Bombeiros do Brasil, o Imperador Dom Pedro II.

O CMDP II foi criado por lei distrital em 7 de junho de 1999, sendo assim, uma entidade de ensino público e desenvolve atividades pedagógicas obrigatórias, atendendo alunos da educação infantil, ensino fundamental I e II e também do ensino médio. Porém, também desenvolve outras atividades não obrigatórias, no contra turno, como reforço escolar, e atividades de natureza desportiva, lúdica, recreativa, artística, cultural, entre outras, sempre procurando proporcionar, ao aluno, o pleno desenvolvimento de sua personalidade, formação intelectual, moral e física, além de o preparar para o pleno exercício da cidadania e do civismo por meio da orientação de respeito à pátria, aos símbolos e valores nacionais.

Atualmente, o Colégio Militar Dom Pedro II conta com aproximadamente três mil alunos, sendo eles divididos em Educação Infantil ( infantil IV, V e 1º ano ), Ensino Fundamental I ( do 2º ano ao 5º ano), Ensino Fundamental II ( do 6º ano ao 9º ano ) e por fim, Ensino Médio ( do 1º ano ao 3º ano).

O CMDP II tem um novo sistema de gerenciamento escolar chamado ESCOLAWEB, que pode ser acessado pelo computador, através do site, ou pelo smartphone, através do aplicativo disponível para Android e IOS, onde os alunos e responsáveis encontram facilidade em se comunicar com a instituição num ambiente online e seguro. Após o cadastro, pode-se ter acesso a vários serviços e informações como a grade horária semanal, avisos, inscrições em eventos oferecidos pela escola, emissão de boletos de mensalidade, registros de conteúdos ministrados em cada aula disponíveis para download, datas de provas, boletim escolar, entre outros. Além de poder contar com a Secretaria Escolar para entregar e expedir documentos como declarações de escolaridade e transferência, histórico escolar, boletins, entre outros.

Esta instituição, uma vez que não recebe recurso financeiro de caráter público, estabelece convênio com a Associação de Pais, Alunos e Mestres ( APAM ) e toda a arrecadação vinda desse acordo é direcionada à manutenção do colégio para prosseguir com o desenvolvimento das atividades pedagógicas obrigatórias e não obrigatórias e conservar as instalações físicas do mesmo.

Os valores da mensalidade ( contribuição de Manutenção ) de 2019 são, sem o desconto de pontualidade:

  • Educação Infantil e 1º ano do Ensino Fundamental: R$ 942,24.
  • 2º ao 9º ano do Ensino Fundamental: R$ 882,01.
  • 1º ao 3º ano do Ensino Médio: R$ 1088,81.

O ingresso de alunos no Colégio Militar Dom Pedro II é por meio de processo seletivo, aberto a toda a comunidade e não só para filhos de militares, publicado em edital no Boletim Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal e este é divulgado no site do CMDP II. Sobre as séries que não foram disponibilizadas no edital, elas podem ser requisitadas por meio de Requerimento de Vaga que deve ser preenchido em determinada data. Esses requerimentos funcionam como lista de espera, e caso surja alguma vaga no final do ano, serão analisados a critério do Comando.

As aulas dadas na instituição são ministradas por professores civis e militares com formação acadêmica na área em que atuam. A abertura do portão principal, no turno matutino, para os alunos da Educação Infantil e 1º ano do Ensino Fundamental é às 7h45min e a entrada, das 8h00min às 8h15min e o fim da aula às 12h00min. Já para os alunos do 8º e 9º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio, a abertura dos portões e entrada, é das 6h45min às 7h00min, com o término das 11h55min às 12h15min.

No turno vespertino, a abertura do portão, para os alunos da Educação Infantil e 1º ano do Ensino Fundamental é às 13h15min e a entrada, das 13h30min às 13h45min e o horário de saída, às 17h30min. Para os alunos do 2º ao 7º ano do Ensino Fundamental, a abertura dos portões e entrada, é das 13h00min às 13h15min e o término das aulas, às 18h00min.

A disciplina de Educação Física é ministrada desde a Educação Infantil, onde trabalham a coordenação motora. No Ensino Fundamental I, do 2º ao 5º ano, é incentivada a prática desportiva para desenvolverem habilidades básicas como correr, salta, etc, por meio de jogos. A partir do Ensino Fundamental II, do 6º ao 9º ano, e Ensino Médio, os alunos praticam esportes como futsal, handebol, vôlei, etc, além de jogos, danças, lutas e a atividade de salvamento aquático oferecida aos alunos do 2º ano do Ensino Médio.

O Colégio Militar Dom Pedro II conta com equipes de modalidades coletivas que o representam em competições oficiais no decorrer do ano letivo. Essas equipes passam por uma “peneira”, uma seleção para formar times com os alunos que apresentam as melhores habilidades dentro de cada modalidade, e seus treinos são semanais. A instituição tem também as Escolinhas de Esporte Dom Pedro, onde são oferecidas aos alunos interessados, por profissionais terceirizados, modalidades de patinação, ginástica rítmica e acrobática, futsal e natação duas vezes por semana. Há um projeto para ampliar a estrutura esportiva com a criação de novas quadras poliesportivas cobertas e também, para a ampliação da celebrada Galeria de Troféus.

A Seção de Educação Física colégio promove os Jogos Olímpicos do CMDP II. Esse evento ocorre na última semana do primeiro semestre do ano letivo, com o objetivo de incentivar o senso competitivo saudável, amigável e prazeroso entre os alunos. As competições são das diversas modalidades esportivas, coletivas e individuais, e são finalizadas com a solene premiação de troféus e medalhas para as três melhores equipes. Além dos Jogos Olímpicos anteriormente citados, há ações sociais como o Festvôlei e o Festival de Futsal, onde se arrecadam alimentos e produtos de higiene pessoal que são doados a instituições carentes, junto com o dinheiro conseguido com a taxa de inscrição das equipes participantes.

Read More

Colégio Militar Tiradentes – CMT

O Colégio Militar Tiradentes é uma unidade acadêmica da Polícia Militar, com unidades em várias cidades de Minas Gerais como Juiz de Fora, Barbacena, Montes Claros, Diamantina, Patos de Minas, entre outras. Em Brasília, fica localizado no Setor Policial Militar. Em 1951, o Ginásio Tiradentes da Polícia Militar, que tinha o objetivo de oferecer educação aos militares e seus dependentes, foi transformado em Colégio Militar Tiradentes. Em Brasília, foi inaugurado no dia 08 de junho de 2012 e esse ano comemorou seu 7º aniversário, contando com a presença do ministros da Educação, além comandantes, coronéis, chefe do Estado-Maior e chefes de departamentos.

O Colégio conta com quarenta e quatro salas de aula para comportar cerca de três mil e seiscentos alunos e cento e noventa professores, auditório, piscina, ginásio poliesportivo e várias quadras abertas e cobertas para a prática de diversos esportes oferecidos como futsal, vôlei, handebol, basquete, etc. Esta unidade possui equipes femininas e masculinas de futsal e handebol e uma equipe mista de atletismo. Logo terá também uma equipe de vôlei.

Atualmente, o ensino do colégio é reconhecido em todo o país, por sua excelência nos resultados de provas nacionais como o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) e destaque no IDEB (Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico).

O concurso de ingresso ao Colégio Militar Tiradentes é para alunos que irão cursar do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e o Ensino Médio. Em 2019, ocorreu em agosto e as vagas disponibilizadas para o 6º ano EF foram 81 para dependentes legais de policiais militares e 9 vagas para a comunidade em geral. Com relação ao 7ºano, 8º ano, 9º ano do EF e 1º ano, 2º ano e 3º ano do EM, os alunos devem participar do processo seletivo para vagas remanescentes e o número de vagas é relativo ao número de alunos que, por alguém motivo, deixam a instituição.

A prova do processo seletivo em questão contém apenas uma fase, sendo a prova de matemática, composta por questões objetivas de caráter eliminatório e classificatório e a prova de língua portuguesa dividia em duas partes, sendo a primeira composta também por questões objetivas de caráter eliminatório e classificatório e a segunda parte contendo uma produção textual, que consiste na elaboração de uma redação de 15 a 20 linhas, sendo esta, de caráter classificatório.

Após as etapas de inscrição, homologação e realização da prova, ocorre uma entrevista e teste psicopedagógico de caráter obrigatório e eliminatório caso o candidato não compareça. Depois que o aluno passa por essas etapas, ele entregar atestado médico admissional e fazer a matrícula na instituição obrigatoriamente dentro dos prazos exigidos para que não seja eliminado do processo.

Ao contrário do Colégio Militar de Brasília por exemplo, no Colégio Militar Tiradentes, não há cobrança de mensalidade, porém, o responsável opta por contribuir com a Associação de Pais e Mestres.

Depois de ingressar na instituição, o aluno assistirá às aulas no turno matutino, das 07h05min às 11h55min e no contraturno, poderá se inscrever em atividades propostas como cursos de matemática básica e matemática olímpica oferecidos para o ensino fundamental e cursos de matemática básica e avançada oferecidos para os alunos do ensino médio. Há também, em alguns dias da semana, no período vespertino, aulas de inglês, espanhol e educação física na grade horária dos alunos.

Para critério de avaliação, o ano letivo é dividido em três etapas:

1ª Etapa: 30 pontos – Média: 18

2ª Etapa: 35 pontos – Média: 21

3ª Etapa: 35 pontos – Média: 21

O aluno deve ter no mínimo 75% de frequência nas aulas dadas. As provas também são divididas em três etapas, sendo:

1ª Etapa: 2 provas mensais.

2ª Etapa: 2 provas mensais e 1 simulado.

3ª Etapa: 2 provas mensais e 1 simulado.

Um ponto interessante sobre o Colégio Militar Tiradentes, são as competições realizadas pelos alunos. A instituição organiza provas esportivas com modalidades como:

  • Atletismo;
  • tênis de mesa;
  • xadrez;
  • corrida de resistência;
  • bete;
  • natação.

e esportes coletivos como:

  • cabo de guerra;
  • queimada;
  • futsal;
  • handebol;
  • vôlei;

Nas provas culturais vemos um leque de apresentações como:

  • Show de Talentos;
  • Concurso de Soletração;
  • Concurso de Fotografia;
  • Concurso de Desenhos;
  • Concurso de Poesia;
  • Prova do Conhecimento;
  • Arrecadação de Alimentos;
  • Arrecadação de Agasalhos;
  • Arrecadação de Brinquedos;
  • Ornamentação para a Festa Junina.

Na categoria de provas científicas:

  • Robótica;
  • Desafio de Ciências;
  • Concurso de astronomia;
  • Concurso de Foguetes.

E por fim, tem também a categoria de esportes eletrônicos (E-Sports) que conta com jogos como:

  • Fifa;
  • Overwatch;
  • League of Legends;
  • Rainbow Six Siege, e outros.

O Colégio Militar Tiradentes também se destacou em competições como na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas ( OBMEP ), onde tiveram 30 alunos premiados com medalhas de ouro, prata e menção honrosa e na Olimpíada de Matemática do Distrito Federal ( OMDF ), 3 alunos foram premiados também.

Como incentivo aos estudos, a instituição concede alamares aos alunos que obtiveram média igual ou superior a 8 em todas as disciplinas, como símbolo de meritocracia. Além da nota, o aluno tem que ter bom comportamento, respeitando as normas do colégio.

Read More

OBMEP – 2019

É com muito orgulho e satisfação que os diretores, professores e funcionários do Mag Cursos (Magister) parabenizam os ex-alunos que participaram da OBMEP e que foram agraciados com Medalhas de prata, bronze, ouro e Certificados de Menção Honrosa neste ano de 2019.

Direção

[highlight]MEDALHA DE OURO[/highlight] 

Carlos Alberto Yoiti Higuti

Fernando Castello Branco Dantas

Fernando Yuji Tavora Pacheco

Gabriel Ferreira de Araújo

Giulia Alves Valitutti

João Pedro Duarte Rodrigues

Lucas Batista Mesquita

Paulo Victor R. Mascarenhas

Thiago Feijo Leonardo

 

[highlight]MEDALHA DE PRATA[/highlight]

Daniel Assunção Aires Moreira

Giovanna Teixeira Netto Grande

Gustavo de Melo de Oliveira

Miguel Archanjo B. G. T. Neto

Rodrigo Couto Durra

 

[highlight]MEDALHA DE BRONZE[/highlight] 

Ana Flor Vieira Beltrão Chibinski

Anna Luisa Lopes Pereira

Carlos Eduardo Ferreira Dantas

Gabriel Alcântara dos Santos

Gustavo Coutinho Emilião Pinto

Gustavo Tito de Oliveira Souto

Henrique Puttini de Almeida

João Levi Pereira Horta

Joshua Bruno Paz Pereira

Matheus Mattos Morosino

Pedro Gaioso Correia

Sophia Leite Martins

 

[highlight]MENÇÃO HONROSA[/highlight] 

Arthur Narciso Santana

Carlos Alberto Bandeira B. Franco

Daniel Salles Koifman

Gabriel de Holanda A. Agostinho

Giovana Vieira Paim

Maria Agustina Revuelto Cabrera

Naima Barnasque Biermann

Pedro Henrique Lopes Pereira

Renato Wilson Chaves Lima Neto

Sophia Alonso Campos

 

 

Read More

Colégio Militar de Brasília – CMB

[vc_row][vc_column][vc_column_text]O Colégio Militar de Brasília é uma unidade acadêmica do Exército Brasileiro, com sede no Distrito Federal, cujo funcionamento se deu a partir de 1979. Atualmente possui mais de três mil alunos, em sua maioria filhos de militares, distribuídos em cerca de 100 salas de aula. É considerado um dos melhores colégios de Brasília e o maior do Brasil, com uma área de duzentos e quarenta mil metros quadrados. Possui um campo de futebol, um ginásio poliesportivo com nove quadras e conta com mais cinco quadras de esportes como tênis, vôlei, futsal, basquete e handebol, além de uma academia de musculação, sala de judô e de esgrima.

Com tantas atividades disponíveis, o Colégio incentiva os alunos a participarem de atividades extracurriculares dando até um ponto extra. A quantidade de pontos é determinada pelo professor e vai depender da presença do aluno e seu desempenho na atividade. Os professores das modalidades são, em sua maioria, militares da ativa e da reserva.

Além de esportes, o CMB é destaque em várias olimpíadas do conhecimento como a Olimpíada de Matemática, Olimpíada de Astronomia e Astronáutica, Olimpíada de Robótica, Olimpíada de Biologia, Olimpíada de Química, Olimpíada de Física, entre outras. A instituição conta também com o Clube de Teatro AnoniMattos, que já produziu várias peças e inclusive participou de importantes festivais Brasil afora, o Coral, considerado o maior coral de ensino médio do Distrito Federal, a Banda de Música, que hoje é a maior banda de música de ensino médio do Distrito Federal e do Sistema Colégio Militar do Brasil e o Clube de Relações Internacionais, que participa tanto de simulações de Harvard e da Ivy League, como também de simulações da ONU.

Há duas formas de ingressar nos Colégios Militares de forma geral, sendo por amparo regulamentar (vagas destinadas exclusivamente a candidatos que sejam dependentes de militares que sofreram ou sofrem os possíveis reflexos de suas carreiras) e por concurso público, geralmente realizado no final do ano. Os concursos são realizados, anualmente, para o 6º ano do Ensino Fundamental e para a 1ª série do Ensino Médio. A cada ano, concorrem, em média, vinte e dois mil candidatos, entre eles, dependentes de militares e civis. . Em 2019, o concurso ocorreu no mês de setembro (1ª fase –  prova de matemática) e no mês de novembro (2ª etapa – prova de português), com disponibilidade de 25 vagas para o 6º ano do EF e 10 vagas para o 1º ano do EM. Do total de vagas destinadas ao 6º e 1º ano, 5%  são reservadas para candidatos com deficiência física, sensorial, intelectual e transtornos globais de desenvolvimento.

Os candidatos devem preencher requisitos como ser brasileiro, ter concluído ou estar cursando o 5º ano do Ensino Fundamental para o ingresso no 6º ano do Ensino Fundamental e o 9º ano do Ensino Fundamental para ingresso 1º ano do Ensino Médio. Alunos que vão cursar o 6º ano do EF devem ter menos de 13 anos em 1º de janeiro do ano da matrícula ou completar 10 anos até 31 de dezembro do ano da matrícula. Já os alunos que irão cursar o 1º ano do EM, devem ter menos de 18 anos em 1º de janeiro do ano da matrícula ou completar 14 anos até 31 de dezembro do ano da matrícula. A lista de requisitos conta também com o fato de o aluno nunca ter sido excluído disciplinarmente de qualquer Colégio Militar, possuir CPF e carteira de identidade com foto recente.

Todas as 3 etapas do concurso têm caráter eliminatório e consistem em:

1ª etapa: Exame intelectual.

2ª etapa: Revisão médica e odontológica.

3ª etapa: Comprovação dos requisitos biográficos do candidato.

As mensalidades custam cerca de duzentos e vinte e seis reais para alunos que cursam o ensino fundamental e duzentos e cinquenta e um reais para os alunos do ensino médio. Apesar dos Colégios Militares fazerem parte do sistema de ensino público, a cobrança está prevista em lei federal. A gratuidade tornaria precário todo o sistema e colocaria em risco a permanência dessas instituições seculares. Cada aluno do sistema militar de ensino custa ao país, três vezes mais do que o aluno que estuda em escola pública regular.

Após ingressar no Colégio Militar de Brasília, o aluno terá aulas de segunda a sexta, podendo optar por participar das atividades extracurriculares no contraturno e obter o GIP (Grau de Incentivo à Participação) fazendo pelo menos uma das várias atividades oferecidas e possuir todas médias acima de 5.

No CMB existe a SEF (Seção de Educação Física), no contraturno de segunda à quinta, onde o aluno pode se inscrever no início do ano e praticar os diversos esportes mencionados acima, incluindo natação, atletismo e outros.

Ao final do ano, os alunos recebem o boletim, que contém sua média final de nota, comportamento e uma nota dada pelo comandante de cada companhia. Essas notas contam para a classificação do aluno. Os classificados são os primeiros dez por cento de cada ano e ganham uma graduação. As graduações mínimas e máximas de cada ano são:

  • Sexto ano do EF: Cabo Aluno (primeiro colocado do concurso).
  • Sétimo ano do EF: Cabo Aluno a Aspirante/Oficial Aluno.
  • Oitavo ano do EF: Terceiro Sargento Aluno a Segundo Tenente Aluno.
  • Nono ano do EF: Segundo Sargento Aluno a Primeiro Tenente Aluno (comandante do batalhão do ensino fundamental).
  • Primeiro ano do EM: Primeiro Sargento Aluno a Capitão Aluno.
  • Segundo ano do EM: Subtenente Aluno a Major Aluno
  • Terceiro ano do EM: Aspirante/Oficial Aluno a Coronel Aluno.

No fim do sexto ano, o comandante, os monitores, e os professores decidem os alunos mais exemplares, com melhor comportamento e nota. No próximo ano, dez por cento da companhia vira legião de honra. Os legionários, todos escolhidos pelo método anteriormente citado, são chamados para eventos exclusivos e geralmente são os mais graduados de cada companhia.

A partir do oitavo ano do ensino fundamental, todos os alunos que tiverem sua média trimestral acima de 8 ganham alamar, uma cordinha que mostra sua dedicação ao estudo.

O Colégio Militar de Brasília, assim como também os demais Colégios Militares espalhados pelo Brasil, trabalha as disciplinas regulares acrescido de civismo, ordem unida, direitos e deveres e cidadania. Esse é o grande diferencial do sistema de ensino militar para os outros, tanto públicos, como particulares.

Equipe MagCursos[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_btn title=”Preparatório para o 6o. Ano” color=”orange” size=”lg” align=”center” button_block=”true” link=”url:https%3A%2F%2Fmagcursos.com.br%2Fpreparatorio-colegio-militar%2F|||”][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_btn title=”Preparatório para o 1o. Ano” color=”vista-blue” size=”lg” align=”center” button_block=”true” link=”url:https%3A%2F%2Fmagcursos.com.br%2Fpreparatorio-colegio-militar-1o-ano-cmb-cmdpii-cmt%2F|||”][/vc_column][/vc_row]

Read More

Confira como foi a festa da Boina 2019 no Curso Magister!

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Realizamos mais uma vez um mega evento com os nossos alunos aprovados nos principais concursos militares!

 

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_gallery type=”image_grid” images=”301,300,299,298,297,296,295,294,293,292″ title=”Fotos”][/vc_column][/vc_row]

Read More

Redações Premiadas dos nossos alunos!

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Estamos publicando as redações do 6° ano que obtiveram maior pontuação no simulado como forma de dar mérito aos autores e também incentivar os demais alunos em busca de sua evolução na escrita.

Seguem abaixo as redações premiadas do ano de 2020!

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/4″][vc_single_image image=”1038″ img_size=”300×300″][/vc_column][vc_column width=”1/4″][vc_single_image image=”1039″ img_size=”300×300″][/vc_column][vc_column width=”1/4″][vc_single_image image=”1040″ img_size=”300×300″][/vc_column][vc_column width=”1/4″][vc_single_image image=”1041″ img_size=”300×300″][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/4″][vc_single_image image=”1042″ img_size=”300×300″][/vc_column][vc_column width=”1/4″][vc_single_image image=”1043″ img_size=”300×300″][/vc_column][vc_column width=”1/4″][vc_single_image image=”1044″ img_size=”300×300″][/vc_column][vc_column width=”1/4″][vc_single_image image=”1045″ img_size=”300×300″][/vc_column][/vc_row]

Read More